#the west memphis three

se algum dia pensaria que seria condenada por um crime que não cometi? não. acho que ninguém (da europa e ocidente privilegiado) pensaria que isso fosse possível. mas é. e, a julgar pelo que li, demasiadas vezes.

no dia 5 de maio, de1993, em west memphis (arkansas, eua), três rapazes de 8 anos (stevie branch, michael moore, e christopher byers) desapareceram. no dia seguinte foram encontrados, mortos, num lago.
as crianças foram encontradas nuas, amarradas com os seus próprios atacadores e com cortes e feridas, como se tivessem sido “torturados”. como é óbvio (mesmo sendo isto nos eua), este crime horrendo aterrorizou a pequena localidade do sul. começou-se logo a suspeitar quer seriam vítimas de “rituais satânicos”.
dias mais tarde são feitas três detenções: damien echols, jessie misskelley jr., jason baldwin. 18 anos. 17 anos. 16 anos.
foram presos porque eram um alvo fácil. todos vinham de famílias destruturadas. famílias com historial de violência. they were losers.

West_Memphis_Three_Mugshot

foram condenados. à morte. a prisão perpétua mais 20 anos. a prisão perpétua.
com base em provas circunstanciais. sem provas de ADN. porque eram miúdos que se vestiam de preto. porque ouviam death metal. porque usavam colares com cruzes ao contrário. porque eram góticos no meio do sul da américa.

saíram vários documentários sobre este caso. mas, recentemente, com o novo desfecho do caso, surgiu um documentário muito importante de amy berg, com o apoio do peter jackson (yes, *the* lord of the rings) que conta a história desde o início até ao seu fim. (e que fim).

o trailer:

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s